Pódios, escalas e escadas.

Postado por Raíssa | 20:49 | 3 comentários »

Aí, ele me perguntou se era sempre assim e eu nao soube responder. Mesmo sabendo que tudo irá se resolver, que em alguns dias você estará aqui, sentado naqueles degrauzinhos, contribuindo com a destruição da pintura das paredes.
Mesmo sabendo eu não soube responder.

Eu não quis.

Mas não importa quantas perguntas me façam, as coisas vão ser sempre assim. A gente pensa que é o fim, mas é só charminho. É confusão entre saudade e saudação.
É só você estar sempre perto, mesmo que longe, pra ter pra sempre um degrauzinho só seu no meu coração. E olha que pra sempre é muito tempo, tão muito que eu nem sei dizer.
E meu coração nem tem tantos degrauzinhos assim, de verdade.

Só não vai embora. Porque quando se vai embora, tudo muda. Não interessa quantas vezes você volta, se você for embora uma vez, você nunca mais será o mesmo. E eu gosto mesmo assim.
Assim mesmo.
Não vai não.

Ou me leva, que dai a gente pode encontrar muitos outros degrauzinhos e paredes com pintura descascando pelo mundo. E podemos levar todos os nossos amigos, porque assim será mais fácil encontrar: muita gente ajudando.
A gente pode levar todos os nossos amigos nos degrauzinhos do meu coração, nem precisa usar o seu. Deixa o seu pros novos amigos, eu acredito neles também. E pra não perder velhas amizades, eu te empresto o meu coração sempre que você quiser.
... eu te empresto!



Eu não quis responder, porque ele nao ia gostar de escutar essa história sobre corações e degrauzinhos, sobre gente que vai pro mesmo lugar.
Um tempo depois, o ônibus passou. Ele entrou e eu não. Ainda pude ver ele subindo os degraus e me acenando com um sorriso de leve, um sorriso... um sorriso de tchau.
Acho que ele foi mesmo embora.

A verdade é que nosso ônibus nunca será o mesmo, nós nunca iremos para o mesmo lugar. Nesse instante uma cigana surgiu, uma cigana surgiu querendo ler a linha do amor da minha mão.

Ela queria ler a linha do que sobrou.

3 comentários

  1. Angélica // 28 de março de 2009 14:43  

    ah, vai se ferrar!

  2. Raíssa // 28 de março de 2009 16:07  

    eu também te amo!

  3. L. // 28 de março de 2009 16:41  

    você notou que agora as paredes estão verdes? achei sugestivo que, justamente agora, pintassem aquelas paredes. é só um incentivo, já que agora vamos ter que esperar muito tempo pra que as paredes voltem a descascar. eu posso esperar ai, na sua casa? haha saudade.